Iniciar / Parar trilha

Papaléguas.jpg

 Papaléguas    Col/Dubl. Original

Papa-léguas passa correndo, o Coiote tenta pegá-lo, o Coiote não consegue,o Papa-léguas sai correndo de novo, fazendo Beep Beep". "Huhumm..." - pensam os executivos da Warner, sentados em suas mega-cadeiras-giratórias ACME. Mal sabiam eles que tinham nas mãos dois personagens que se tornariam dos mais famosos - e hilários - do mundo dos desenhos. Coiote Coió (ou Willie Coiote, dependendo da tradução) e Papa-Léguas foram criados em 1949 por Chuck Jones. A inspiração veio dos clássicos desenhos de perseguição gato-rato (alguém mais pensou em Tom e Jerry?), com roteiros simples e violência absurda, mas inofensiva. Afinal, uma das leis que regem o desenho, assim como todos os desenhos super-violentos da época é que ninguém se machuca de verdade. Mesmo que o foguete ACME exploda, a ponta do precipício despenque e depois caia uma pedra em cima do Coiote, o máximo que acontece com o pobre carnívoro é ficar atordoado, humilhado e com aquela cara de desolação com os olhos em cacos, que já nos arrancou tantas risadas.A história é simples, mas Chuck tinha criatividade de sobra para narrá-la muitas e muitas vezes, sempre de um jeito diferente e incansavelmente engraçado. No começo de cada episódio a ação parava e os personagens eram apresentados por seus nomes científicos (que mudavam a cada episódio), geralmente bastante eloqüentes sobre a personalidade de cada um, como Fastius tasty-us (fast = rápido e tasty = saboroso) e Apetitius giganticus - Papa-Léguas e Coiote, respectivamente (mas o meu nome preferido para o Coiote é Carnivorous vulgaris).E... sabia dessa? O Papa-Léguas existe de verdade: é o Great Roadrunner (que não tem um nome científico tão engraçado assim: Geococcyx californiana), um pássaro grande e de pernas compridas que vive em áreas desérticas dos Estados Unidos.Murphy - Culpa do mau funcionamento dos produtos ACME? Culpa dos planos malfeitos do Coiote? O Papa-Léguas tem poderes sobrenaturais que o fazem realmente muito, muito rápido, ou o Coiote só tem muito, muito azar? Por que é que o Coiote nunca pega o Papa-Léguas? Há quem diga que o pássaro represente um ideal inalcansável, como a felicidade ou a mulher perfeita. Como a busca nunca termina, a desolação do Coiote representaria a angústia humana, por sempre querermos algo que não podermos ter. Mas, dizem as más línguas, talvez a frustração do Coiote com os produtos ACME seja somente uma analogia com a inépcia do próprio Chuck Jones para lidar com seus eletrodomésticos.Para um grupo de estudantes de comunicação da Universidade Federal da Bahia, o Coiote é um dos exemplos máximos da Lei de Murphy, ao lado do Cebolinha e do Homer Simpson. Afinal, se uma bigorna Acme pode cair na cabeça do Coiote, ela vai cair na cabeça do Coiote. Mas se você amarrar um gato nas costas do Coiote e jogar uma bigorna em cima deles... coitado. Ele vai ser arranhado pelo gato (que se safa) e cai de um precipício com a bigorna na cabeça. E o gato cai de pé. Beep Beep!

 


Qualidade Boa

 

Coleção Completa

Disco 1 R$ 10
15 episódios

Disco 2 R$ 10
15 episódios

Disco 3 R$ 10
15 episódios

Criação de Site