Iniciar / Parar Trilha

Snoopy.jpg

 Snoopy    Color/Dublado

As tiras dos Peanuts mostram o cotidiano de uma turminha captaneada pelo garoto Charlie Brown, um eterno perdedor, e seu cachorro Snoopy (xereta). O beagle, por sinal, só apareceu nas tiras no final de 1950, como um filhote de cachorro adotado por Charlie - originalmente, Schulz pensou em batizá-lo de "Snuffy" e não Snoopy. O detalhe que chama a atenção nas tiras - e que gerou uma série de teses acadêmicas, entre as quais uma do escritor Umberto Eco - é o fato de Schulz conseguir passar, por meio das crianças, discussões, problemas e até angústias dos adultos. As tiras são consideradas altamente filosóficas e, para alguns, chegam a ter uma "função terapêutica". "Elas são o divã diário de milhares de crianças complexadas que cresceram", analisa o especialista em quadrinhos Álvaro de Moya. Além das cenas do dia a dia, Schulz também deu a Snoopy várias personas que aparecem nas tiras, como a do Ás Aviador, o Advogado e Joe Cool, além de alguns "primos" cachorros de outras partes dos EUA e do mundo. As discussões filosóficas que aparecem nas tiras também são complementadas pela presença de um passarinho estranho, o famoso Woodstock. 

 

 

Qualidade Boa

 


Coletânea

Disco 1

2 horas e 20 minutos de desenhos

Disco 2
3 horas de desenhos

Criação de Site